top of page

Closet

O closet ou “quarto de vestir” é um compartimento dentro da casa, normalmente associado ao quarto cujo objectivo é o de arrumar e organizar a roupa... basicamente vem enaltecer aquela frase popular que diz “coração que não vê, coração que não sente”. Ora bem... quantos de nós tem roupa guardada em caixas, em casa da mãe, em arrecadações, sótão, etc.? e, somente quando fazemos as arrumações de mudança de casa, de estação, ou outra é que percebemos... ohhhh!!! Não vesti estas calças, não calcei estes sapatos,... enfim! O closet vem ajudar a contrariar isto... porque conseguimos ter a roupa toda exposta (ou quase toda), conseguimos ver tudo, conseguimos sentir o conforto visual, sentir o toque dos tecidos... sem excluir peças!!!


Este espaço é desejado principalmente por mulheres... desde o closet da Carry Bradshaw do filme “O Sexo e a Cidade” que este walk-in-wardrobe passou a ser um objecto de culto, um sonho, um “must have”! Claro que nós sabemos que os símbolos externos nada resolvem os nossos problemas se os princípios e valores não existirem nos nossos corações e nas nossas mentes! Mas também todos sabemos que se descuidarmos a nossa aparência e pararmos de nos mimar, pouco estamos a ajudar a solidificar a nossa força interior!


Eu, no exercício da minha profissão, tenho o privilégio de desenhar estes espaços dos mais variados tamanhos, formas, cores e necessidades. Então, da minha experiência o desenho do closet deve obedecer a algumas regras para que o seu funcionamento seja eficaz:


1 – perceber as verdadeiras necessidades do utilizador;

2 – utilizar as tabelas ergonómicas e antropométricas para calcular a taxa de esforço do utilizador;

3 – definir o estilo do closet (clássico, minimalista,...)

4 – definir a percentagens de espaço atribuída a cada tipo de roupa, sapatos, carteiras,...

5 – definir se a sua configuração é em “L”, “U” ou dois “I”.

6 – desenhar um toucador para colocação de acessórios, joias,... para escrever um documento mais secreto, um diário quem sabe!

7 – pensar onde a pessoa se vai sentar... eu sugiro que seja um puff com 45cm de altura pois serve de banco para o toucador, serve de apoio à roupa, serve para sentar e calçar confortavelmente os sapatos, serve para... o que cada um quiser!!

8 – pensar criteriosamente a colocação do espelho que deverá ter 2,5mx0,80m. É fundamental ter um bom espelho!!

9 – pensar como iluminar. Este é o único local de uma casa onde eu sugiro que haja muita luz, mesmo muita. E preferencialmente vinda de focos com 3000 lúmens com um freixe de 1,5m de alcance. Porquê? Porque no meu entender é a luz que mais se assemelha á luz do dia! Somente isso... dá-nos a clara percepção da cor;

10 – as portas!!! No meu entendimento todos os CLOSETS devem ter portas. A porta de entrada e a porta que encerra cada um dos módulos... sei que em Portugal não é muito comum, mas o inimigo nº1 deste tipo de espaços chama-se “pó”. E se não colocarmos portas temos que nos preparar para colocar a roupa toda para lavar, mesmo que não tenha sido utilizada... e com intervalos de tempo muito curtos!


Se está a pensar fazer um CLOSET peça ajuda a um profissional. Seja a um arquitecto ou a um designer... aconselhe-se!!!



Comments


bottom of page