top of page

Mudança de hábitos @pandemia



“Só não mudam as árvores. Você que tem pernas não precisa de ficar sempre no mesmo lugar”

unknown


⁃ Este tema é muito sensível pois o ser humano é um ser de hábitos e costuma ser resistente á mudança. Quando mudamos para melhor ficamos felizes, quando mudamos para pior ficamos tristes...

E quando mudamos apenas? Assim qualquer coisa como... 11 de Março de 2020 “a situação pandémica agravou-se e o país entra em lockdown”: #ficaemcasa

Et voilá!! Mudou tudo...

O carro ficou na garagem, as crianças não vão para o colégio e eu fico em casa. Nos primeiros dias o frenesim da reorganização, das minhas aulas on-line, das aulas on-line dos meus filhos, do teletrabalho do meu marido, o cancelamento de toda e qualquer actividade extra-trabalho, o estudo profundo de como e quando ir ao supermercado levou a que a minha vida ficasse completamente diferente... e a adicionar a isso o MEDO. Como é que o vírus se transmite, o que vai ser o futuro, para onde vamos? Tudo questões sem resposta...

E a minha vida mudou:

⁃ fiquei 24h/24h em casa;

⁃ Trabalhei em casa;

⁃ Estive com a minha família mais tempo do que alguma vez havia estado;

⁃ Larguei os tacões;

⁃ Comi muito mais doces :)

E como tudo nesta vida descobri imensas coisas sobre mim própria.

Sou muito grata pela família que tenho: tanto a que tive a sorte de receber como aquela que foi criada por mim... recebi tanto deles: o apoio, o carinho, o suporte, a companhia e o AMOR. Fundamentalmente o amor. Descobri também que não preciso de mais de metade das coisas que habitualmente compro, de como é bom ter um lar confortável em que o clima de amor se respira, como é extraordinário estar em casa com tudo o que está a acontecer e ter momentos de alegria, diversão, paz e serenidade.

E a questão do tempo: gasto tanto tempo em deslocações que o facto de não o fazer permitiu-me trabalhar ainda mais... consegui fazer uma das coisas que adoro- investigação em Arquitectura. E assim passou um ano.

Qual o balanço?

Neste momento acredito que estamos em processo de mudança. Sei que aquilo que muitos almejam que é “voltar a ficar tudo como antes” não vai acontecer. Nós não voltamos para trás... não é possível! A alavancagem da tecnologia e de tudo o que isso influencia não vai deixar o mundo regressar ao ponto onde estávamos. Quanto mais não seja porque, se fores como eu, deixarás de dar valor a algumas coisas e passaras a valorizar outras.

Hoje valorizo ainda mais a minha casa e a criação de espaços independentes. Até aqui não dava grande importância ao jardim e agora considero um dos pontos essências... valorizo as amizades verdadeiras e dispenso as conversas superficiais. Acredito no foco: #workhardplayhard já é o meu lema para aproveitar a companhia das pessoas que mais amo ao máximo! E a espiritualidade... a minha fé está cada vez mais forte e inabalável! Trabalho todos os dias para ser uma melhor versão de mim própria. E sou uma pessoa cada vez mais leve... menos ancorada á terra e a tudo o que daí advém!!!

Felicidade, sim!! Porque não?


E cá estamos nós... no tema da mudança... passado mais de um ano da pandemia ter começado e após 4 meses a trabalhar a partir de casa voltei á Universidade. É muito bom rever as pessoas!! Apetece abraçar toda a gente, mas não podemos... ainda não!!

Com a testagem massiva antes de começarem as aulas para haver a maior segurança possível á data de hoje, a verdade é que voltamos e as rotinas mudaram todas outra vez... calcular o tempo de viagem que nestes últimos meses se resumia a subir ou descer escadas :) estruturar o dia de forma a conseguir fazer tudo e com a maior segurança possível, ser responsável pela minha saúde e pela dos outros e aproveitar cada momento pois uma coisa aprendi: nada é garantido e em apenas um piscar de olhos tudo muda!!

--



créditos imagem: Roberto Nickson

Comments


bottom of page