top of page

IKIGAI


market of clay pots

Sempre ouvi o meu pai dizer que nós somos “nós próprios e a nossa circunstância”. Esta afirmação remete-nos à percepção do nosso propósito de vida, daquilo que somos e do que queremos ser, daquilo que nos faz sentir úteis, activos e valorizados que levará indubitavelmente ao nosso bem estar e elevará a nossa auto-estima.



Cada um de nós vai procurando, muitas vezes pelo “método” da tentativa/erro/correcção o seu bem estar e construindo um #lifestyle com que se identifique e e sinta alegre.

Em Ogimi, Okinawa no Japão, uma aldeia conhecida por deter os records da longevidade, encontraram um modelo para promover a felicidade e harmonia de vida: o IKIGAI. Apesar da palavra não ter tradução literal, podemos encontrar algum significado na sua decomposição: IKI significa vida e KAI o resultado de uma determinada acção. Contrariamente a muitas outras correntes como o Hygge e o Larom, o IKIGAI incentiva as pessoas a não fazerem grandes rupturas na sua vida, não obstante a permanente procura do seu caminho e as alterações de vida que daí advêm. Exemplo disso é o acto de que uma das pedras basilares deste #lifestyle é a crença de que as pessoas não se devem reformar e devem orientar a sua vida na procura da sua paixão, daquilo que nos faz levantar todos os dias e mover montanhas se for preciso.


O IKIGAI enaltece a necessidade de renovação pemanente de objectivos de vida, a preservação de uma família estruturada e coesa, amigos e ligações sociais, bem como ter uma vida equilibrada no que toca a trabalho, hobbies, entre outros. Subjacente a tudo isto, a prática do IKIGAI só é possível se soubermos dizer “não”. A necessidade do respeito próprio em deterimento de viver em função dos outros é outra das ferramentas essenciais para pormos em prática este modo de vida. Apesar de parecer fácil, como tudo o que é extremamente simples, a dificuldade na adopção deste estilo de vida é extremamente complicada não propriamente na sua implementação, mas principalmente na sua manutenção.





Assim, e de forma muito sucinta os princípios do IKIGAI são:


1. Mantenha-se sempre activo

A doutrina pura defende que nunca se deve deixar de trabalhar, ou seja, esquecer a reforma. A maioria das pessoas perde demasiado tempo a pensar quando é que se vai reformar e quando esse momento chega perde demasiado tempo sem saber o que fazer com esse mesmo tempo – um paradoxo!! Aproveite o tempo... é aquilo que verdadeiramente temos hoje.


2. Mantenha a serenidade

A “velocidade furiosa" e o stress boicotam a qualidade de vida. Tenha em mente que a priorização das tarefas urgentes permite-nos ganhar tempo e dar um novo sabor ao dia-a-dia.


3. Mantenha uma alimentação saudável

Muitos defendem que nós somos aquilo que comemos, mas a quantidade e qualidade dos alimentos são fundamentais para o nosso equilíbrio. Só devemos comer 80% “da nossa fome” se queremos ter mais saúde e energia.


4. Mantenha bons amigos

A necessidade humana de viver em sociedade despoleta a questão da importância das amizades. Seja de amigos de infância, seja de vizinhos, seja do grupo onde faz voluntariado, todos temos a necessidade de sentir que fazemos parte de algo. Ao ajudarmos o próximo ajudamo-nos a nós mesmos.


5. Mantenha o contacto com a natureza

Apesar de vivermos em ambientes urbanos, o contacto com a natureza é fundamental. Se por um lado nos ajuda a libertar as energias mais pesadas e tóxicas para o nosso corpo e mente, por outro carrega-nos a alma de luz e positividade.


6. Mantenha-se sorridente

A percepção da vida depende da forma como olhamos para ela. Quem nunca ouviu falar do “copo meio cheio e do copo meio vazio”? Se nos focarmos no negativo seremos pessoas negativas, tristes e inseguras. Se virmos o lado bom da vida experimentamos a positividade e teremos sempre presente a criança que há em nós.


7. Mantenha a prática do exercício físico

Não só estará a potenciar a boa forma física e a sua saúde, como aumentará o nível de produção de endorfina, hormona responsável pela sensação de bem estar. Além de tudo ajuda a reduzir os sintomas depressivos e de ansiedade.


8. Mantenha a gratidão

Dizem os sábios que “Gratitude is an attitude”. O segredo é esquecermos o que não temos e focarmos a nossa atenção naquilo que temos. Se hoje temos saúde, mente saudável e estamos vivos... temos muito para agradecer.


9. Mantenha a vida focada no presente

Nesta vida só temos duas coisas garantidas: o nosso passado e o aqui e agora. O futuro não existe! Se o passado é responsável pelos nossos medos, o futuro é responsável pela nossa ansiedade. Quem já sofreu imenso por uma coisa que nunca aconteceu? Para vivermos em pleno devemos aproveitar o dia de hoje como se fosse o único que temos. Se assim for, muitas “importâncias” desaparecem e muitos sonhos adiados ganham lugar de destaque na nossa vida.


10. Mantenha o seu IKIGAI

Devemos persistir no que é verdadeiramente importante na vida, focando os nossos objectivos sem desanimar. A nossa força está dentro de nós, e a forma como superamos as adversidades representa quem nós somos. Dentro de nós há um talento e uma paixão que dão sentido aos nossos dias e nos incentiva a dar o máximo.


Se ainda não sabe qual é o seu IKIGAI, eis a sua MISSÃO: descubra-o e seja feliz!





留言


bottom of page